Gestão de pessoas e a importância de um setor ativo para a organização da gestão trabalhista

Gestão de pessoas 25-set || Sem categoria

A administração de aspectos relacionados aos funcionários tais como métodos, políticas e práticas dentro de uma empresa é realizada pelo setor de gestão de pessoas. Sendo assim, esse setor busca gerir de maneira eficiente toda a documentação e burocracia envolvidas no ambiente empresarial.

Desse modo, dentro da função que um profissional de gestão de pessoas desempenha, está inclusa a gestão trabalhista.

A gestão trabalhista é um termo amplo e que abrange diversas subfunções e tarefas em seu sistema, ou seja, várias atividades em uma só denominação. Buscando exemplificar esse termo, o artigo de hoje abordará o conceito de gestão trabalhista, quais são as diversas ramificações presentes nesse conjunto e como entender sua importância para a organização.

O que é gestão de pessoas?

Antes que se compreenda qual o conceito de gestão trabalhista, torna-se necessário definir o que é gestão de pessoas. Bem como, abordando a diferença e a relação entre os termos. 

Gestão de pessoas é, segundo Chiavenato (1999), o conjunto de aspectos e práticas necessárias para se gerenciar toda a equipe de uma empresa, ou seja, é o setor responsável por delinear as melhores políticas para seus funcionários. Essas práticas envolvem desde um bom método para seleção e recrutamento à treinamentos e administração de salários, dentre outros. 

Em linhas resumidas, a gestão de pessoas compreende um setor da empresa, encarregado por gerir todo o material humano que essa possui. A gestão trabalhista é uma das funções que um profissional do setor de gestão de pessoas realiza, sendo a primeira mais ampla que a segunda.

A importância de bons profissionais de gestão de pessoas

Se tratando de um setor que administra todas as questões voltadas aos funcionários (peças chave para as empresas), os profissionais que atuam nessa área devem ter como principais características a transparência, a capacidade de lidar com diferentes públicos e a clareza em seus posicionamentos. 

Diariamente esses especialistas lidam com diferentes personalidades, portanto, o setor deve manter uma estratégia alinhada para seu público interno. Dessa maneira, a gestão trabalhista conduzida de maneira inadequada pode ocasionar à organização:

Alta taxa de turnover

Pode-se compreender como um dos principais motivos deste problema a seleção equivocada de funcionários. Pois, existem casos em que o contratante pode não ter passado com clareza o objetivo e definição da vaga. Outro aspecto pode ser, também, as políticas internas e as formas de se relacionar no interior da organização.

Processos trabalhistas

Caso ocorra alguma irregularidade na gestão trabalhista de um funcionário, como a provisão obrigatória dos seus direitos (horas extras, férias, 13º salário, entre outros), a empresa poderá sofrer com processos trabalhistas. Além do mais, dependendo da situação, esses processos podem causar sérios danos e prejuízos à organização.

Portanto, é possível notar a importância da gestão trabalhista para o andamento da empresa. Cada atividade realizada pode gerar grandes impactos nos resultados da organização quando analisada como um todo.

Quais são os diferentes braços presentes no sistema de gestão trabalhista?

Serão abordadas, em diferentes conjuntos, as diversas funções presentes na gestão trabalhista. São elas:

Admissões e desligamentos dos funcionários 

A admissão é um dos braços da gestão trabalhista, porém, há todo um processo que antecede esse esquema e, pode-se definir de forma bem resumida, que este acontece da seguinte maneira: descrição dos cargos, planejamento de divulgação da vaga; seleção de currículos; convocação para as entrevistas; entrevistas presenciais ou à distância; escolha do candidato; organização de documentos para a admissão e integração do funcionário à empresa. 

Já o desligamento dos funcionários envolve a estruturação de todos os documentos, cálculos de benefícios e salários, rescisão do contrato e pagamento correto dos direitos do funcionário, além do próprio e desagradável momento em que a demissão é realizada.

Obrigações sociais na gestão trabalhista 

É dever da empresa que realize a gestão e organize corretamente as obrigações trabalhistas, sendo esta atividade realizada em conjunto com o setor de contabilidade. Do mesmo modo, pode-se citar como exemplo, alguns dos tributos que são de responsabilidade da instituição:

  • Instituto Nacional do Seguro Social – INSS 
  • Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS
  • Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED
  • Relação Anual de Informações Sociais – RAIS
  • Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte – DIRF

Folha de pagamento, Holerite e Passivos trabalhistas

É realizada a relação dos dias trabalhados, horas extras, contracheques, licenças, férias e salário família. A gestão transparente e eficiente se faz necessária para que a empresa mantenha em dia suas obrigações com seus funcionários. Caso contrário, ela pode vir a sofrer processos trabalhistas por motivos de erros de pagamento, desvios de função, irregularidades nas documentações, dentre outros.

Gestão de benefícios e qualidade de vida no trabalho

Essa etapa consiste desde a oferta de benefícios básicos, bem como, vale transporte, plano de saúde, cestas básicas, vale alimentação e outros, até a criação de campanhas, eventos, datas comemorativas (dia das mães, natal e dia das crianças), cursos/treinamentos, premiações e, claro, um trabalho conjunto com o setor de comunicação para o desenvolvimento da identidade organizacional e construção de relacionamentos. 

Dessa forma, é essencial que a empresa crie esse vínculo com os funcionários, através de estratégias traçadas no setor de gestão de pessoas, pois são essas ações que contribuem para que o funcionário se sinta valorizado. Mas, vale ressaltar a importância de uma comunicação estratégica e de uma boa gestão de relacionamentos para que o ambiente organizacional seja de fato um bom ambiente de trabalho e não apenas mascarado com mimos e brindes.

A definição de uma cultura organizacional e a coerência com as atitudes da empresa contribuem para a retenção de bons funcionários.

Gestão de pessoas e terceirização de serviços: alívio para a sua gestão!

Todas essas etapas que foram destacadas ao longo do texto fazem ligação direta com as funções desempenhadas pelas prestadoras de serviços. Um longo e cuidadoso trabalho, não é mesmo?

Em síntese, as empresas de Facilities estruturam as atividades de gestão trabalhista e realizam todas as tarefas que um setor interno de gestão de pessoas realizaria dentro de uma organização. Esses são uns dos benefícios quando a empresa decide optar pela terceirização de serviços. 

Ao longo dos próximos artigos que iremos desenvolver aqui para o blog, explicaremos com mais detalhes as diferentes ramificações da gestão trabalhista. Dessa maneira, realizaremos um paralelo entre como pode ser realizada essa gestão pelas empresas de Facilities.

Portanto, fique de olho nas nossas redes sociais e nos acompanhe pelo blog!

Gostou do post? Deixe seu comentário